Talvez essa frase: “Deus acredita em você” soe um pouco incomum, pois o normal é falarmos e ouvirmos essa outra: “Eu acredito em Deus”. Porém, graças a Deus, a cada dia é mais difícil encontrar alguém que não acredite em Deus. A sensação que tenho é que, com o passar do tempo, muitas pessoas estão mais abertas a um relacionamento com Deus e, portanto, sabem que Ele realmente existe e que é invisível, mas real. Não é difícil ver o quanto as pessoas se alegram com os depoimentos que ouvem de quem alcançou uma graça da parte de Deus.

O que percebo, entretanto, como maior dificuldade para as pessoas, é que elas acreditem em si mesmas. E encontro três motivos fundamentais para tal descrédito: primeiro, a repetição de frases vindas de pessoas importantes em suas vidas, frases negativas e depreciativas, afirmando que não vão conseguir alcançar algo; isso machuca e acaba sendo assimilado de forma intensa; segundo, os registros de frustrações que se repetem, isto é, tentar algo várias vezes e não lograr êxito acaba fazendo com que as pessoas deixem de acreditar em si mesmas; e, terceiro, o tempo, pois, assim como se diz que o tempo é o remédio para todos os males, assim também é o responsável por determinados desgastes, ou seja, esperar por algo durante muito tempo e ver nada acontecer, leva ao desgaste da esperança, da fé, das forças, e do crédito que era dado a si mesmo.

Portanto, há uma tremenda importância em buscar o resgate desse crédito e uma das formas mais eficazes é entender que Aquele que nos criou, Aquele que conhece o ontem, o hoje e o amanhã, Aquele que é perfeito, que é o Rei dos reis, o Senhor dos senhores, DEUS… Sim, Ele acredita em nós! Se Ele, que é tudo isso e muito mais, e ainda nos fez e, por isso, nos conhece por dentro e por fora, pois Ele conhece o potencial de que nos dotou, acredita em nós, então a lógica deve nos levar a acreditar em nós mesmos também.

Ressalto, ainda, que o próprio Deus, para poder nos abençoar, depende de que acreditemos em nós mesmos. Isso fica claro quando vemos na Bíblia Sagrada a história de homens que Deus levantou como grandes líderes. Porém, antes de tudo, Deus resgatou esse crédito que a pessoa havia perdido. Fez isso com Gideão, que se considerava o menor dos menores; fez isso com Jeremias, que se considerava ainda uma criança diante das responsabilidades que estavam lhe sendo apresentadas. Com esses e com outros tantos, Deus primeiro restaurou a autoestima para depois, então, transformá-los em homens vencedores.

Concluo, enfatizando que devemos acreditar em nós mesmos a partir de Deus, ou seja, entender que em Deus somos mais que vencedores, que em Deus podemos frutificar, e que em Deus cada um de nós pode ser aquilo para o qual Ele nos colocou nesse mundo para ser. Quando você estiver “pra baixo” porque as pessoas não acreditam mais na sua possibilidade de mudança, de transformação, lembre-se: Deus acredita em você! Vá em frente, levante a cabeça, pois coisas grandes Ele ainda tem para realizar na sua vida e através da sua vida.

Um forte abraço e até a próxima oportunidade se Deus disser que sim.

compartilhar...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someone